Log in

 

 

O cuidador e a alta hospitalar

  • blogue
  • Visualizações: 894

Uma ida ao hospital pode ser um momento stressante para os pacientes e para as suas famílias.

Nessa fase o foco pode estar unicamente direcionado para o tratamento médico do familiar, e não se pensar muito sobre o que vai acontecer quando o parente sair do hospital.

No entanto, a forma como irá decorrer a transição do hospital para o domicílio é fundamental para o evoluir da saúde do familiar.

Os pacientes, os cuidadores familiares/informais e os profissionais de saúde/cuidadores formais, fazem parte da mesma equipe que procura manter ou recuperar a saúde após a alta hospitalar.

O cuidador deve pensar nas necessidades da pessoa que está a cuidar e nas suas necessidades como ser humano.

Por que razão é que a planificação da alta hospitalar é importante?

Porque ela diminui a possibilidade de readmissão hospitalar, ajuda na recuperação, dá mais garantias que os medicamentos prescritos são administrados corretamente e permite a preparação adequada dos cuidadores.

O papel do cuidador no processo de alta hospitalar

A equipe de profissionais de saúde que dão a alta hospitalar não tem conhecimento de todos os aspectos da situação do paciente.

Como cuidador, apesar de não ter conhecimentos profundos em saúde, você é o "especialista" da história do seu familiar porque já cuida dele há algum tempo. 

A planificação deve ser bem preparada entre todas as partes, e não só a capacidade como a sua vontade em cuidar deve ser analisada. Você como cuidador pode ter limitações físicas, financeiras ou outras obrigações que diminuam os seus recursos para cuidar, e é importante que a equipe que dá a alta hospitalar tenha conhecimento dessas limitações.

Alguns dos cuidados que precisam de ser dados podem ser bastante complicados, e por essa razão é essencial que o cuidador adquira treino em técnicas mais especiais, como tratar de feridas, saber alimentar através de tubos ou de cateteres, saber actuar com um ventilador, fazer uma transferência da cama para a cadeira ou saber comunicar com alguém com problemas neurodegenativos.

PLANO DE ALTA

De forma genérica, o plano de alta deve ter presente:

·       A preparação dos cuidadores familiares tendo em conta o tipo de cuidados que serão necessários;

·       A possibilidade de ser necessário o serviço de uma entidade pública ou privada de apoio domiciliário e/ou organizações de apoio ao cuidador e paciente na comunidade;

·       Informações sobre o grau de evolução possível da condição do paciente;

·       Atividades de vida diária que podem precisar de ajuda;

·       Informações sobre medicamentos a tomar e dieta a seguir;

·       Possível necessidade de ajudas técnicas como uma cadeira de rodas, cômoda ou oxigênio;

·       A organização de compromissos de acompanhamento médico.

CUIDAR EM CASA

Lista de responsabilidades mais comuns depois do seu familiar regressar a casa:

·       Cuidados pessoais: fazer a higiene, comer, vestir-se, ir á casa de banho.  

·       Cuidados nas actividades domésticas: cozinhar, limpar, lavar roupa, fazer compras.

·       Cuidados de saúde: gestão da medicação, consultas médicas, fisioterapia, tratamento de feridas, injeções, equipamentos e técnicas médicas.

·       Cuidados emocionais: companheirismo, atividades significativas, conversas.

Organizações comunitárias: as organizações comunitárias podem ser úteis á actividade de cuidar em casa através de serviços como o de transportes, refeições, grupos de apoio, aconselhamento e na interrupção das responsabilidades do cuidador para que possa descansar e cuidar de si mesmo.

Algumas perguntas básicas cujas respostas devem ser do conhecimento do cuidador

Perguntas sobre a doença:

·       O que é a doença e o que é que posso esperar?

·       Que recursos devo procurar?

·       Vamos ter que receber cuidados domiciliários incluindo enfermagem ou fisioterapia em casa? Quem paga esses serviços?

·       Como é que posso obter conselhos sobre cuidados ou sinais de perigo?

·       Preciso de instruções especiais porque o meu familiar tem perda de memória ou Alzheimer?

Perguntas sobre o tipo de cuidado:

·       Como dar banho?

·       Como vestir?

·       Como alimentar? (existem restrições na dieta, como por exemplo dar unicamente alimentos com consistência macia ou não permitir certos alimentos?);

·       Como fazer a higiene pessoal?

·       Que produtos de higiene pessoal devo utilizar?

·       Como fazer transferências? (ex:mudança de cama para cadeira);

·       Como estimular a mobilidade? (inclui andar);

·       Como gerir a medicação?

·       Como lidar com sintomas? (por exemplo, dor ou náusea);

·       Como utilizar equipamentos especiais?

·       Como assegurar o transporte?

·       Como tratar das tarefas domésticas?

·       Como gerir as finanças?

Perguntas no momento da chegada a casa:

·       A casa está limpa, confortável, segura, adequadamente aquecida / arrefecida e com espaço para qualquer equipamento extra?

·       Tem escadas seguras?

·       Tem rampas, corrimãos ou barras de apoio?

·       Existem perigos como tapetes e cabos elétricos em locais de passagem?

·       São necessários equipamentos como uma cama multifunções, cadeira de banho, sistema de oxigénio? Onde posso adquirir os equipamentos?

·       Quem paga? Existem sistemas de aluguer ou de empréstimo?

·       Vão ser necessários artigos como fraldas para adultos, luvas descartáveis, produtos de cuidados para a pele?

·       Preciso contratar serviços de ajuda adicional?

Perguntas sobre o treino de cuidar:

·       Existem técnicas especiais de cuidados que eu preciso de aprender para saber fazer coisas como mudar curativos, dar a medicação, dar injeções ou usar equipamentos/ajudas técnicas especiais?

·       Estou bem treinado em habilidades como fazer transferências ou tomar decisões em caso de queda?

·       Sei fazer mobilizações na cama de modo a evitar escaras ou úlceras de pressão?

·       Quem é que me vai ensinar?

·       Quando é que isso vai acontecer?

Perguntas sobre a medicação:

·       Por que razão é que este medicamento foi prescrito? Como é que ele actua? Em que alturas do dia e durante quanto tempo é que ele deve ser tomado?

·       Como é que sei que o medicamento é eficaz?

·       Esse medicamento irá interagir com outros medicamentos, sejam eles prescrição médica ou não? E as preparações à base de plantas que o meu familiar está a tomar agora, também podem interagir?

·       Este medicamento deve ser tomado com alimentos? Há alimentos ou bebidas para evitar?

·       Esse medicamento pode ser mastigado, esmagado, dissolvido ou misturado com outros medicamentos?

·       Quais são os possíveis problemas que podem acontecer devido a efeitos secundários?? Em que momento é que devo comunicar esses problemas?

Perguntas sobre cuidados de acompanhamento:

·       Que tipo de profissionais de saúde é que o meu familiar vai precisar?

·       Esse compromisso de acompanhamento está garantido? Caso não esteja, com quem devo contratualizar esse serviço?

·       Onde será realizado o serviço, em casa, em outro lugar?

·       É necessário assegurar transporte?

·       A quem posso ligar para colocar dúvidas e questões sobre o tratamento ou cuidados? Alguém está disponível 24 horas por dia e aos fins de semana?

Perguntas sobre ajuda na comunidade:

·       Quais são as entidades ou empresas de apoio domiciliário que estão disponíveis para fazer o serviço de transporte e/ou de servir refeições?

·       Existe algum centro de dia ou universidade sénior próximo de casa?

·       Existem apoios do Estado?

Perguntas sobre minhas necessidades como cuidador:

·       Virá alguém a minha casa para fazer uma avaliação e sugerir eventuais modificações no domicílio?

·       Existem serviços que me ajudem a cuidar de mim mesmo?

·       O meu familiar vai precisar de ajuda durante a noite e, em caso afirmativo, como é que vou dormir o suficiente?

·       Existem coisas que são incapacitantes ou desconfortáveis ​​para mim, como por exemplo, mudar uma fralda?

·       Tenho condições de saúde que limitem a minha capacidade de cuidar?

·       Onde posso encontrar aconselhamento e grupos de apoio?

·       Existem apoios legais que possam permitir uma licença do meu trabalho para cuidar?

·       Como é que posso obter uma pausa das responsabilidades de cuidar para olhar pela minha saúde e necessidades?

 

 

Baseado na fonte: https://www.caregiver.org/hospital-discharge-planning-guide-families-and-caregivers

Log in or Sign up