Log in

 

 

21 de Setembro, dia Mundial da Doença de Alzheimer

  • blogue
  • Visualizações: 988

Hoje, 21 de Setembro, é o dia Mundial de uma doença neurodegenerativa progressiva, irreversível, caracterizada por perdas cognitivas e distúrbios comportamentais: Alzheimer.

Segundo a Sociedade Espanhola de Neurologia (SEN), os hábitos saudáveis ao longo do ciclo de vida ​​podem reduzir os casos de alzheimer em 40% e atrasar o início clínico da doença, o que significa mais tempo de vida com autonomia e independência.

É muito importante fazer o diagnóstico desta patologia nos estágios iniciais, porque existem medicamentos que conseguem manter durante algum tempo os estados neurológico (memória, capacidades de planificação, execução, etc) e psicológico (comportamento) do paciente funcionais. O diagnóstico em fases iniciais também permite que o paciente tenha tempo e condições cognitivas para preparar o seu futuro.

A doença de Alzheimer é a causa mais frequente de demência (aproximadamente 70% de todos os casos) e existe uma percentagem elevada de situações não diagnosticadas.

É preciso no entanto não confundir alguns sintomas que podem surgir com a idade devido ao envelhecimento (ex.: lapsos momentâneos de memória posteriormente recuperada) com a doença de Alzheimer.

Segundo a Sociedade Espanhola de Geriatria e Gerontologia (SEGG), pequenas falhas de memória como não recordar os nomes de pessoas conhecidas, o que se ia comprar ou fazer não significa a presença da doença, porque quem sofre de Alzheimer não se esquece só de detalhes mas do contexto completo de um acontecimento. Só é motivo de preocupação quando os lapsos de memória se acentuam com o tempo, se deixa de ter consciência desses esquecimentos e as actividades de vida diária (tomar banho, comer, vestir, …) começam a ser afectadas. 

Ela é a principal causa de incapacidade nos idosos, e devido ao envelhecimento progressivo da população, a tendência é aumentar nos próximos anos. No entanto, embora esta forma de demência esteja relacionada com a idade, cerca de 10% dos pacientes têm menos de 65 anos.

 

A SEN propõe seis medidas para promover um envelhecimento cerebral saudável e evitar factores de risco de demência:

·       Actividade física saudável,

·       Participação social

·       Estimulação mental,

·  Prevenção de riscos cardiovasculares (hipertensão, colesterol elevado, doenças cardíacas, tabagismo e diabetes),

·       Boa nutrição,

·       Emoções positivas (ausência de stresse prolongado).

Baseado na fonte: http://www.eldiario.es/sociedad/habitos-saludables-podrian-reducir-alzheimer_0_688732019.html

 

Log in or Sign up